Foto: Divulgação

Quatro estabelecimentos no Recife foram autuados, na manhã desta quinta-feira (1º), pelo Órgão de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-PE), por venda de produtos com data de validade vencida. Multa pode chegar a R$ 10 milhões.

Os locais, cujo os nomes não foram divulgados, estão situados dos bairros da Torre, na Zona Norte; Boa Viagem, na Zona Sul; Madalena, na Zona Oeste, e São José, na área central da cidade.

Nos estabelecimentos, foram encontradas 31 embalagens de preparado para suco, com datas de junho e março deste ano; 11 embalagens de salsicha de frango, que venceram no dia 23 de agosto; 20 latas de cerveja e sete latas de feijoada vencidas no mês de agosto e três embalagens de biscoito com validade até 31 de julho.

Os fiscais também encontraram colônia com validade em agosto; condicionador que venceu em maio deste ano; além de sete embalagens de queijo mussarela, totalizando 920g, e sete de queijo prato, totalizando 810g, sem identificação da validade.

De acordo com o Procon, os produtos foram descartados na presença dos fiscais.

Os donos dos estabelecimentos vão responder a processo administrativo e poderão ser penalizados com multa, que varia de R$ 1.050 a R$ 10 milhões.

“É direito do consumidor ter acesso a produtos de qualidade, com vencimento exposto de forma visível nas embalagens. A fiscalização do Procon/PE a estabelecimentos comerciais ocorre de forma rotineira para garantir esse direito e assegurar a saúde da população” afirmou o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Cloves Benevides.

O órgão lembra que denúncias podem ser feitas pelo número 0800.282.1512.