Morre segundo policial baleado durante perseguição a Bandidos em Santa Cruz

190964

O sargento Moacir Moreira, de 47 anos, que estava internado desde o dia 1º de julho deste ano no Hospital Regional do Agreste (HRA), em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, não resistiu e morreu na manhã desta sexta-feira (19). Moacir Moreira foi baleado durante uma troca de tiros com quatro assaltantes em Malhada do Meio, em Santa Cruz do Capibaribe, no dia 1º de julho. O colega de farda dele, o soldado André Silva, 32 anos, que dirigia a viatura, morreu no local.

De acordo com nota divulgada pelo HRA, o sargento Moacir Moreira passou 18 dias internado e faleceu às 10h30, em decorrência de insuficiência respiratória grave, evoluindo para uma parada cardiorrespiratória. Os profissionais do hospital tentaram reanimá-lo, mas não conseguiram.

Um dia após ser internado no HRA, o sargento apresentou fortes dores abdominais e ao fazer tomografia, foi identificada a presença de ar na região. Ele foi direcionado ao bloco cirúrgico para fazer uma laparotomia exploratória, procedimento que abre o abdômen, e estava na Unidade de Terapia Intensiva desde então.

Relembre o caso

Os criminosos tinham realizado um assalto a uma casa lotérica e um mercadinho no bairro Dona Lica e foram perseguidos. Após dobrar uma esquina, quatro assaltantes desceram do veículo e começaram a disparar contra a viatura, que ficou marcada por vários tiros. O sargento é o segundo policial morto na ação.

Três dos quatro envolvidos foram mortos em uma ação que deixou oito suspeitos de envolvimento em uma quadrilha de assaltos a bancos em Barra de São Miguel, na Paraíba, no dia seguinte. O quarto envolvido na morte dos policiais e nono membro da quadrilha continua foragido.

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do Facebook