Foto: Miva Filho/SES-PE

Carlos Henrique Rocha de Lima, o jovem de 22 anos que foi atropelado por um trem após pular um muro do Metrô do Recife na última quarta-feira (7), teve morte encefálica neste fim de semana. A informação foi confirmada pelo Hospital da Restauração (HR), no bairro do Derby, onde ele estava internado.

De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, o óbito foi registrado na tarde de sábado (10). Desde o acidente, Carlos ficou internado na sala vermelha da Unidade de Traumas, em estado grave, com pancada na cabeça.

O caso foi registrado na Central de Plantões (Ceplanc) da Polícia Civil, inicialmente, como “atropelamento com vítima não fatal”.

Segundo a corporação, o jovem teria pulado o muro, entre as estações Prazeres e Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes, para empinar uma pipa. A vítima, que usava fone de ouvido, não teria ouvido o trem se aproximar.