Famílias que moram em edifício condenado serão cadastradas para receber auxílio-moradia em Olinda

27
Foto: Marina Meireles/G1

As famílias que moram no Edifício Verbena, em Casa Caiada, em Olinda, serão cadastradas para receber auxílio-moradia. A medida foi anunciada nesta sexta-feira (10), após reunião com moradores do prédio.

Na quinta-feira (8), o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou à prefeitura a adoção de medidas para desocupar os 24 apartamentos do local, que fica em Casa Caiada, por risco de desabamento.

Interditado desde 2001, o prédio é habitado por cerca de 30 famílias, há dois anos. De acordo com a prefeitura, ficou decidido que as famílias cadastradas passarão por uma análise de perfil para identificar se entrarão na lista de espera para receber o auxílio-moradia.

Atualmente, 1.376 famílias recebem o benefício na cidade. A prefeitura disse, ainda, que as famílias que desejarem sair espontaneamente do imóvel interditado “poderão contar com o apoio da Defesa Civil para transporte dos móveis e eletrodomésticos, até o local indicado por elas”.

O encontro reuniu Defesa Civil de Olinda, Secretaria Executiva de Controle Urbano, Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos, Secretaria de Infraestrutura e os procuradores do município.

A prefeitura decidiu, ainda, que vai solicitar acompanhamento da Polícia Militar “para resguardar a segurança dos agentes da prefeitura, no cadastramento e notificação das famílias”.

A data da desocupação depende da disponibilidade da força policial. Segundo o poder público municipal, “em último caso, será novamente solicitado o apoio da PM para desocupação do imóvel”.

Sobre a demolição do Edifício Verbena, a prefeitura “deverá acionar a Caixa Seguradora, responsável legal pelo imóvel, para que sejam tomadas as medidas cabíveis”.

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do Facebook