Família de Pernambucana que morreu na Bolívia ainda não conseguiu trazer corpo

48
Foto: (Reprodução/TV Jornal Interior)

Após quase uma semana da morte da estudante pernambucana Luciana Suelen Gomes Vieira, 32 anos, em Santa Cruz de La Cierra, na Bolívia, a família dela ainda não conseguiu trazer o corpo para o Brasil. Luciana morreu no último domingo (20) em decorrência de complicações de um tumor no cérebro. Ela morava na Bolívia há quatro anos com o marido.

Inicialmente, a dificuldade da família era arrecadar o valor de R$ 12 mil (USD 3 mil) para fazer o traslado do corpo. Porém, mesmo após conseguir o dinheiro, ainda não foi possível fazer o transporte.

O motivo é o impasse político enfrentado pela Bolívia com a reeleição do presidente Evo Morales, que gerou uma onda de protestos no país. Vários órgãos estão em greve e por isto o corpo da estudante ainda não foi liberado. O marido e o filho de Luciana retornaram para o Brasil e um amigo dela acompanha a situação para fazer a liberação do corpo de Luciana.

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do Facebook