Os tons de vermelho e rosa que tomaram conta do céu chamaram a atenção de diversos moradores da Região Metropolitana do Recife, nesta segunda-feira (7). O fenômeno foi registrado nas primeiras horas do dia.

Segundo meteorologistas, é um efeito de ótica a tonalidade do céu causado por conta do “espalhamento” dos raios solares. Por volta das 7h, as cores já estavam as habituais.

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) explicou que, quando o sol nasce e se põe, os raios “viajam” por mais moléculas de gases da atmosfera do que ao longo do dia. Essa “massa extra” de gás faz com que haja um maior espalhamento dos raios solares nos espectros de maior energia, como o violeta e o azul.

O composto de gases da atmosfera, como nitrogênio e oxigênio, água e materiais particulados também contribuem para dar uma coloração diferente na atmosfera. Por exemplo, em dias mais secos, o céu fica mais azulado, enquanto em dias úmidos, o céu fica mais esbranquiçado, apontou a Apac.

No caso do amanhecer avermelhado no Recife, a tonalidade é explicada pelo espalhamento dos raios solares na atmosfera, pela inclinação do sol ao amanhecer e pela quantidade de materiais particulados em suspensão na atmosfera.